sábado, 30 de novembro de 2013

Universos paralelos ou viagem ao outro lado do espelho

Universos paralelos: um espelho; imaginação, toda; palavras: vossas. Eis a trilogia que vai ter de estar presente nas próximas Oficinas de escrita que desta vez priveligiam a ficção. Quem quer fazer uma viagem de ida e volta sabe-se lá onde e trazer na bagagen um presente todo feito de palavras vossas? A sirene do navio já soou. No próximo sábado dia 7, a bordo!


 
Universos Paralelos

Viagem ao outro lado do espelho
 
Um rosto ao espelho. Que rosto é este rosto? Do olhar para a descrição, palavra por palavra, do «eu» que me olha do outro lado. Que paisagem me rodeia? Uma parede, um muro, um jardim, uma praia? O espelho é um portal, podemos colocá-lo onde quisermos.
Em seguida, aproveitemos o momento precioso em que, entre as múltiplas dimensões, se abrem os corredores de passagem e avancemos para o outro lado. Ali, onde a aventura nos aguarda.
Quem vem ao meu encontro? Para onde me levam os meus passos? Que mensagem recebo? Que pessoas conheço ou reconheço, nesse mundo paralelo? Que sensações, que emoções, experimento? Que novos lugares se me oferecem aos sentidos? Quero ficar, quero voltar, quero fugir? De onde, de quem, para onde? Finalmente, que história me acompanha quando, de novo deste lado, pouso os olhos na folha de papel ou no ecrã do computador, onde a aventura ficará registada?
Ao longo de três módulos de duas aulas cada, vamos até onde a imaginação nos transportar.
O desenrolar da oficina passo a passo:
– Eu sou eu? Ou «Do outro lado do espelho».
– Para onde vou? Ou «Cruzando os portais do tempo e do espaço».
– Momento fundador da narrativa. Ou «Universos paralelos».

Por módulos:
1)     Eu sou eu…do outro lado do espelho? Onde se irão trabalhar os primeiros momentos de uma narrativa de ficção. Método: Olhando-nos ao espelho, imaginário, colocado onde a nossa imaginação determinar, descreve-se o que vemos, de um e do outro lado da imagem. Registando detalhes, estranhezas, correlações ou discrepâncias entre o que vemos de um e do outro lado.
2)      Para onde vou… cruzando os portais do tempo e do espaço. Onde se irão determinar os fundamentos da narrativa ficcional.  Método: Atravessámos o espelho. E agora, onde estamos? É igual, é diferente, é estranho? Estamos em plena aventura. A viagem é a nossa imaginação que a proporciona. Tal como os sonhos, somos nós quem os fabrica. Voar, é preciso.
3)    Universos paralelos, ou o que me aguarda do outro lado de mim? Onde se irá trabalhar a narrativa ficcional proporcionada por esta viagem. Método: Estruturação da história. Era uma vez. Naquele tempo, naquele espaço, o que me acontece? Que aventura vivi? Quem encontrei, reencontrei, conheci ou reconheci? De certa forma, trata-se de capturar por palavras nossas, uma migração do «eu» em seus devaneios e vivências.

Contactos:
email: manuela_gonzaga@yahoo.com ou https://www.facebook.com/pages/Oficinas-de-escrita/369065366502257
Livraria Alêtheia
Rua do Século, 13, 1200-433 Lisboa
(Estacionamento no silo da Calçada do Combro)
Telefone (+ 351) 210939748 * Email: aletheia@aletheia.pt
http://aletheiaeditores.blogspot.pt

Adicional: Ao longo do tempo em que durar a Oficina, os participantes podem colocar questões à orientadora, por email, ou pessoalmente. As anotações sobre a escrita, não tendo qualquer intuito «crítico» serão conduzidas no sentido de orientar a eficácia do discurso. Tanto quanto possível, essas considerações serão pessoais – de orientadora a orientando/a.